1270

Dicas de viagem: Berlim

Berlim, Londres, Barcelona, Nova York... e também Praga, Budapeste, São Paulo, Curitiba... Já faz um tempinho que a gente está organizando algumas dicas que trazemos de viagens para compartilhar com vocês. Claro que não estamos pensando em um guia definitivo (longe disso!). A ideia é mostrar aqui algumas lojas, bares, bairros e lugares interessantes por onde passamos. E claro que tem muita coisa bacana na Europa, mas vamos combinar que também tem muitos cantinhos legais em Buenos Aires, Montevidéu... e, lógico, aqui pelo Brasil.

A partir de agora, toda semana vamos fazer um post sobre uma cidade. Se você tiver contribuições, serão muito, muito bem vindas! É só escrever ali nos nossos comentários. E se a grana anda curta e você não tem nem ideia de quando vai poder agendar uma viagem, dá uma olhadinha nos links que já vale a pena. Bora viajar com a gente! ;-)


A primeira cidade: Berlim

Vamos começar com a capital alemã, que de uns anos pra cá virou mega referência de moda, design, arte e vários etcéteras. Fui pra lá em 2006 e já tava rolando um movimentinho... em 2009, a coisa já tava bombando. Hoje, já entrou definitivamente no circuito. E não é por menos, a cidade é apaixonante! Só andar nas ruas, seguir o caminho onde era o muro... bom demais!

Pra se hospedar, sugerimos o hostel Citistay Mitte, que fica pertinho da estação Alexanderplatz, bem central. Claro que existem opções mais bacanas, e um que adoro a ideia, mas nunca fui é o Ostel, ambientado no clima da Alemanha Oriental.

Chegou no hotel ou em uma lojinha? Procure a Ein000, uma revista grátis que divide a cidade bairro a bairro, com as melhores lojas para se visitar. De quebra, oferece um mapa e descritivo dos Flea Markets, os famosos mercados de pulga. E quer saber? Os mercados de Berlim são o máximo! É bem comum a gente encontrar objetos da antiga Alemanha Oriental, que têm um charme à parte.  Os que eu mais gostei:

Flohmarkt am Mauerpark – é gigante, e acontece aos domingos
Trödelmarkt am Arkonaplatz – é menor, mas cheio de surpresinhas

Falando nisso, os brechós mais comentados de Berlin:
Stiefelkombinat – Eberswalderstrasse 21
Paul’s Boutique – Oderbergestrasse 47

Uma coisa que achei interessantíssima é visitar um bunker (contei minha experiência aqui). Fui no Sammlung-boros, que hoje é uma galeria de arte. Pra conhecer tem que marcar visita.

Lugares imperdíveis:
Supalife – lojinha-ateliê – Raumerstrasse 40
God Bless You – Kastanienallee 31
Wildfremd – Oranienstrasse 194
Funfactory – loja de vibradores com design bacaninha – Oranienburgerstrasse 92
Tukadu – peças incríveis para bijoux – Kollwitzstrasse 72 / Rosenthalerstrasse 46
Berlin Mitte Girl – bijoux divertidas – tem em diversas lojas, vale ver o site
Onkel & Onkel – livros de design, arte, arquitetura... – Oranienstrasse 195
Neurotitan – galeria e loja, só a entrada já vale – Rosenthalerstrasse 39
Redspective – loja com clima de Alemanha Oriental – Rosa-Luxemburgstrasse 18
R.S.V.P – papelaria delicinha – Mulackstrasse 14
Schwesterherz – outra papelaria fofíssima – Gärtnerstrasse 28
Waahnsinn – objetos antigos – Rosenthalerstrasse 17
Ok Versand – tranqueirinhas mil, beira ao kitsch - Alte Schonhauserstrasse 36
Box off Berlin – souvenires bacaninhas da cidade – Zimerstrasse 11
Dolly Rocker – lojinha de produtos reciclados para os pequenos – Gärtnerstrass 25
East Berlin – fashion e jewerly – Alte Schonhauserstrasse 33
Morphose – design – Oranienburgerstrasse 17
First Lounge – não deixe de olhar para o teto – Stargardesstrasse 3ª
Frau Tulpe – tecidos maravilhosos – Veteranestrasse 19

Ruas cheias de referências (e arredores delas, claro!):
Mitte - Rosa-Luxemburgstrasse (quarteirões logo abaixo da Rosa-Luxemburg Platz), Rosenthalerstrasse, Oranienburgerstrasse e Alte Schonhauserstrasse
Prenzlauer Berg (bairro mais moderninho, com lojas vintage e afins) - Schonhauserstrasse e Kastanienallee
Kreuzberg - Oranienstrasse

Ah, vale dizer que andei mais pelo lado leste da cidade, mas certamente tem muita coisa boa mais pro oeste, onde antes era a Alemanha Ocidental. O que notei é que estão lá as lojas mais famosinhas, que tem em toda grande cidade, e esse não era meu foco. Mas claro que é importante saber qual o seu objetivo e quanto tempo você tem pra passear pela cidade. ;-)

E é isso. Selecionei aqui as coisas que mais chamaram a minha atenção, mas a verdade é que Berlim tem muito de tudo. É só ir fuxicando que não tem erro!

Por Marina Speranza para Fresta

Muito bacana o texto, as dicas e as fotos! adorei.
ione torzecki
visitante
12.04.2011 às 10:35
» comente

Sigrid Spier e suas ilustrações de papel

O papel é um material tão versátil que volta e meia encontramos algum trabalho bacana feito com recortes e/ou colagens. Se você quiser ter uma idéia das coisas que nós já encontramos é só clicar aqui, aqui, aqui, aqui, aqui e aqui. Ufa! Dessa vez econtramos mais um trabalho bastante inspirador, no caso, as ilustrações de papel de Sigrid Spier, designer  holandesa que cria peças bastante coloridas, tridimensionais, todas em várias camadas de papel. Alguns de seus trabalhos também invadem as paredes, cobrindo espaços de 4x6m, como uma instalação. Lindo demais! 
» comente

Chaveiros com peixes e tartarugas vivos

Aqui na Fresta nós sempre buscamos colocar o que há de melhor no mundo do design, sejam produtos, moda, ilustrações e afins. Vira e mexe encontramos algum trabalho voltado para o meio ambiente, ou que pelo menos use a natureza como inspiração. Dessa vez vamos compartilhar uma idéia que é no mínimo revoltante, para não dizer ridícula.  

Esse mês saiu no Global Times, um jornal chinês, uma matéria sobre um produto que está virando modinha por lá: chaveiros com peixes e tartarugas VIVOS dentro! E pior, por mais que várias ONGs de proteção animal estejam revoltadas com isso, o produto foi considerado legal. Pode? Fiquei ainda mais pasma ao saber que as tais tartaruguinhas que eles usam penduradas nos seus bolsos são brasileiras! Eu não sei se o Projeto Tamar está a par disso, mas seria ótimo que tomassem algum tipo de providência.

Não é a primeira vez que o ser humano usa algum animal para os seus luxos, mas com certeza, andar com um peixe pendurado no chaveiro, num espaço minúsculo, nadando em uma aguinha colorida, balançando pra lá e pra cá é estúpido e cruel.

Já que tal absurdo continua sendo legal, o máximo que as pessoas contra essa “invenção” estão podendo fazer na China é deixar de comprá-la, na esperança de que a falta de vendas tire o produto do mercado. Há também aqueles que preferem comprar os chaveiros e libertar as pobres criaturas de suas jaulas plásticas.

O que vocês acham de tudo isso? Até que ponto somos capazes de chegar para atender nossos caprichos?

 

(por Claudia Bär para Fresta) 

Claudia Bär

Designer, trabalha por trás dos teclados da Fresta. Sonha em nadar ao lado de um tubarão baleia, vaga entre ilustração e fotografia, cat lover, genuine fake.

Bah que fóda! Tipo, todos são crueldades, mas a da tartaruga é mais impactante. Uma vez eu li em algum lugar que os caras estavam colocando gatos em frascos pra decoração. Não sei se era uma notícia "fake" ou real. Mas tinham fotos. Foda tb é que a China é outro planeta, a cultura deles é muito distinta da ocidental. Eles podem achar lindo e nem questinar sobre a vida do bixo. Não sei. Eu espero que isso seja uma coisa passageira, até porque esses peixes devem morrer logo, assim como as "turtles".
Thomas
visitante
05.04.2011 às 10:59
Na matéria dizia que os chaveiros são usados como "amuletos da sorte". Eu até entendo essa questão da cultura, é algo paradoxal, onde não existe "certo" e "errado". O que me choca é o fato do homem perder a sensibilidade e coisificar seres vivos. Um chaveiro é algo completamente supérfulo, decorativo e como vc disse, é provável que os animais ali dentro irão morrer em pouco tempo. Chega a ser um desperdício!
Cláudia Bär
Fresta
05.04.2011 às 17:35
O_O'' Que idiota!!! Não curti!!!
Rafaela
visitante
01.05.2011 às 23:42
» comente

Graffitis toscos

Se você mora em um centro urbano, já deve ter reparado na quantidade de graffitis que encontramos todos os dias, invadindo paredes, muros, calçadas e o que mais servir. Mas quem disse que as “pixações” são sempre bonitas? Encontramos um site que é a prova de que existem muitos graffitis fuleiros por aí, mas que ainda assim não deixam de ser divertidos e criativos.  Selecionamos alguns deles abaixo. Para conferir mais das bizarrices é só clicar aqui.
» comente

Mostra beneficente de design em Londres

Está rolando em Londres um projeto muito bacana em prol da cura do câncer, chamado Joy of Living. Mais de 100 designers e artistas britânicos fizeram desenhos para arrecadar fundos para o Maggies Cancer Caring Center. O mais interessante é que você só descobre o nome do autor da obra depois que comprá-la. Ficou curioso? Clique aqui e veja as obras participantes.

» comente

Banco super luxo em Paris

Olha só que luxo o que nós encontramos no Coolhunter: a primeira loja conceito do banco BNP Paribas em Paris, criado pela Fabrice Ausset de Zoevox.  Só de olhar essas imagens dá pra imaginar o quanto o lugar parece ser incrível, diferente de todos os prédios de banco “chatos” que encontramos por aí.  O espaço conta com um toque retrô agradável, o teto com forma de colméia, espelhos lindos e várias outras decorações que juntas conseguem transmitir a elegância e respeitabilidade do tal banco. De encantar os olhos, não?   
» comente

Espaços para crianças

O Coolhunter publicou no início desse mês uma breve matéria sobre um espaço em Israel criado especialmente para crianças.  O projeto foi idealizado pela designer Sarit Shani Hay, que se inspirou numa fazenda agrícola com hortas e tudo mais. Hay gosta de combinar funcionalidade com capricho, e o resultado é incrível: jacarés brancos que servem como poltronas, cogumelos que servem de esconderijos... tudo pensando na interação. Os móveis convidam as crianças a descobrir e experimentar brincadeiras novas.  Muito legal, né?

» comente

Exposição de Davi Scobar inaugura hoje em Floripa

Davi Scobar é artista plástico e tatuador há 13 anos. Natural de Porto Alegre, vive em Floripa há 3 anos e inaugura hoje uma exposição de pinturas na Galeria Luciano Martins, na Lagoa. A mostra, intitulada TABU, parte de sua pesquisa por tatuagens dos anos 20 e 30, época em que se popularizou essa arte no ocidente, que até então era marginalizada. Quem estiver em Floripa e tiver interesse no assunto, vale a pedida! Para conferir o trabalho do artista é só clicar aqui.
» comente

Um loja poderosa em Praga: Hard de Core

Uma das primeiras coisas que procuramos quando viajamos para fora do país são produtos diferentes de tudo aquilo que encontramos por aqui. Não que o Brasil não tenha produtos com o seu toque especial, mas como estamos acostumados com a estética daqui, tudo o que for mais excêntrico lá fora nos enche os olhos e serve de inspiração. Em uma de suas viagens pela Europa, a Marina, aqui da Fresta, conheceu várias lojas bacanas que aos poucos vamos indicar aqui no site. Logo mais, vamos fazer também vários posts com dicas sobre cidades pelo mundo. Mas, por hoje, ficamos com a Hard De Core, uma loja com produtos interessantíssimos localizada em Praga. Além das roupas, livros e acessórios, o que nos chamou a atenção foram as bijuterias, bem diferentes de tudo o que já vimos por aí. São peças criadas por vários designers, bastante irreverentes e cheias de estilo. Confira abaixo a seleção de algumas delas, para saber mais sobre a loja, basta acessar o site.

» comente

Assentos preferenciais para quem quer conversar

Contrapondo todo aquele ideal de individualismo, a Yen Trinh criou um projeto bastante interessante. São pontos espalhados pela cidade de NY, com assentos preferenciais para pessoas que querem conversar. Se no transporte público existem assentos especiais para pessoas com necessidades específicas, visando criar a cultura de cortesia, por que não criar um espaço que propicie a simpatia? Todos os dias, nos centros urbanos, esbarramos com várias e várias pessoas e quase nunca paramos para conversar com elas, conhecê-las melhor, ouvir as histórias que elas têm para contar. Isso nos lembrou um trecho do filme “Waking Life” de Richard Linklater, onde uma garota esbarra em um garoto desconhecido na rua e indignada com a indiferença das pessoas, corre atrás dele e tenta acordá-lo para a vida.  Bom, é melhor você assistir o trecho abaixo para saber do que estamos falando. E caso queira saber mais sobre o projeto, basta clicar aqui.

“Friendliness is contagious. Pass it on.”

» comente
Página 14 de 19«1213141516»